terça-feira, 15 de março de 2016

Resenha: Passarinha

Passarinha

Autora: Katryn ErshineAno: 2013 / Páginas: 224Idioma: português
Editora: Valentina


Sinopse: No mundo de Caitlin, tudo é preto e branco. Qualquer coisa entre um e outro dá uma baita sensação de recreio no estômago e a obriga a fazer bicho de pelúcia. É isso que seu irmão, Devon, sempre tentou explicar às pessoas. Mas agora, depois do dia em que a vida desmoronou, seu pai, devastado, chora muito sem saber ao certo como lidar com isso. Ela quer ajudar o pai - a si mesma e todos a sua volta -, mas, sendo uma menina de dez anos de idade, autista, portadora da Síndrome de Asperger, ela não sabe como captar o sentido.
Caitlin, que não gosta de olhar para a pessoa nem que invadam seu espaço pessoal, se volta, então, para os livros e dicionários, que considera fáceis por estarem repletos de fatos, preto no branco. Após ler a definição da palavra desfecho, tem certeza de que é exatamente disso que ela e seu pai precisam. E Caitlin está determinada a consegui-lo. Seguindo o conselho do irmão, ela decide trabalhar nisso, o que a leva a descobrir que nem tudo é realmente preto e branco, afinal, o mundo é cheio de cores, confuso mas belo.
Um livro sobre compreender uns aos outros, repleto de empatia, com um desfecho comovente e encantador que levará o leitor às lágrimas e dará aos jovens um precioso vislumbre do mundo todo especial dessa menina extraordinária.


Há um tempo vi esse livro na livraria e fiquei encantada com a capa.
Esse mês, passeando pelo Instagram me deparei com uma foto linda dele no ig da Lara Furtado (@lara.furtado) e descobri que ela, em parceria com a Aline (@ousejalivros), a Editora Valentina (@edvalentina) e própria autora do livro, lançaram uma campanha linda.
A #LeiaPassarinha, uma campanha de conscientização do autismo, todos contra o preconceito.

E não tive dúvidas, precisava ler esse livro...
A verdade é que eu não sabia que precisava mesmo.

Passarinha me tirou da zona de conforto.
Caitlin me agarrou, me sacudiu, me fez acordar e me deixou completamente apaixonada e encantada por sua história.

♥♥♥ Caitlin é uma encantadora menina de 10 anos, portadora da síndrome de Asperguer, autista.

Uma menina especial, inteligentíssima, ama os livros, seu melhor amigo é o dicionário. Seu irmão mais velho, Devon, ajuda em suas dificuldades e a entende como ninguém. Até que um dia ele é assassinado em uma tragédia na escola e a vida de Caitlin e seu pai, desmorona.
E nesse luto, ela conta com a ajuda de sua terapeuta, e assim descobre que precisa de um DESFECHO para essa história e precisa ajudar seu pai a LIDAR COM ISSO.
Durante todo o livro, pude experimentar e a compreender essa menina maravilhosa. Me emocionei e sorri com ela. E aprendi a enxergar com outros olhos o autismo e as relações humanas. Aprendi com Caitlin a OLHAR A PESSOA.
Impossível não sentir um calorzinho gostoso no coração depois de conhece-la.



 " - Quer dizer, que não sou só eu que sou especial? Tudo na vida é?- Isso mesmo.- Acho que a boa notícia é que todo mundo vai ter que aguentar ser especial, porque todo mundo está vivo."


Se tornou um dos meus livros preferidos! Já considero um clássico!
Estou muito grata a autora por essa história incrível, a Lara Furtado e a Aline, por ter sido apresentada à essa obra prima.


Por fim, digo à vc, Passarinha vai muito além do tema "autismo", essa menininha "autista" tem o poder de nos tornar pessoas melhores para o mundo!!!

Até a próxima!!
Bjus, Ste!


Resenha: Pequenas Grandes Mentiras


Pequenas Grandes Mentiras

Ano: 2015 / Páginas: 399
Idioma: português
Editora: Intrínseca
Autora: Liane Moriaty

“As vezes as pequenas mentiras acabam sendo as mais letais...”

Sinopse: Todos sabem, mas ainda não se elegeram os culpados. Enquanto o misterioso incidente se desdobra nas páginas de Pequenas grandes mentiras, acompanhamos a história de três mulheres, cada uma diante de sua encruzilhada particular.

Madeline é forte e passional. Separada, precisa lidar com o fato de que o ex e a nova mulher, além de terem matriculado a filhinha no mesmo jardim de infância da caçula de Madeline, parecem estar conquistando também sua filha mais velha. Celeste é dona de uma beleza estonteante. Com os filhos gêmeos entrando para a escola, ela e o marido bem-sucedido têm tudo para reinar entre os pais. Mas a realeza cobra seu preço, e ela não sabe se continua disposta a pagá-lo. Por fim, Jane, uma mãe solteira nova na cidade que guarda para si certas reservas com relação ao filho. Madeline e Celeste decidem fazer dela sua protegida, mas não têm ideia de quanto isso afetará a vida de todos.

Reunindo na mesma cena ex-maridos e segundas esposas, mães e filhas, bullying e escândalos domésticos, o novo romance de Liane Moriarty explora com habilidade os perigos das meias verdades que todos contamos o tempo inteiro.


Começamos o livro já sabendo que houve um incidente... Um assassinato? Mas quem morreu? Quem matou? Foi um acidente?

Pra quem já conhece a autora, sabe, Liane Moriarty tem o dom de nos deixar com uma baita curiosidade e vontade de devorar o livro.

A história começa voltando no tempo... Alguns meses antes do tal incidente. A trama se passa numa cidadezinha litorânea, chamada Pirriwee, na Austrália. 
Uma cidade em que todos se conhecem (ou não).
Temos 3 protagonistas, mulheres com características diferentes, mas que se envolvem durante a trama.
Celeste, é linda, loira, alta e magra (invejinha... haha), Mãe dos gêmeos Max e Josh e tem um marido perfeito demais pra ser verdade, Perry.
Madelaine, tem três filhos, Abgail, do primeiro casamento com Nathan e dois do atual marido Ed. Madelaine é decidida e forte, daquela que não leva desaforo pra casa (gostei dela de cara!!!), mas está muito chateada pois Abgail, resolve ir morar com o pai e a nova esposa dele e além disso sua filha Skye está estudando na mesma turma que a meia irmã de Abgail! Ai calamidade!!!
Jane,é uma mãe solteira. Antes morava com os pais, mas se mudou para essa cidadezinha para começar uma nova vida ao lado de eu filho Ziggy.
Celeste, Madelaine e Jane se tornam amigas.
 Seus filhos estudam na Escola Pública de Pirriwee.
Ziggy, filho de Jane é acusado de Bulluing e os pais dos alunos se dividem em opiniões diferentes, a respeito da situação, gerando uma grande confusão.

Confesso que achei esse povo todo muito louco. Nunca colocaria meus filhos nessa escola (kkk...)

Mas o livro é incrível, algumas amigas que leram comigo, descobriram logo de cara a conclusão do caso, eu demorei, tinha algumas suspeitas, mas pra falar a verdade nem imagina qual seria o responsável pelo incidente. RS... Me surpreendi! E adorei!!!! Muito difícil resenhar esse livro sem soltar um spoiller, mas me controlei...rs...



Pequenas Grandes Mentiras aborda temas reais, como violência sexual/doméstica e bullying, que muitas vezes podem estar acontecendo ao nosso lado e não nos damos conta disso.
Gosto desse tipos de thriller psicológico, que acabam mexendo com a gente e nos tirando da zona de conforto!



Fiquei sabendo que o livro vai virar uma série da HBO, e que contará com Nicole Kidman, Shailene Woodley e Reese Witherspoon como  protagonistas da história.
Nem preciso falar que já to morrendo de ansiedade né?!


Pra quem ainda não leu, super indico a leitura!!!
Bjus e até a próxima!!!
Ste

sábado, 27 de fevereiro de 2016

Resenha: Toda luz que não podemos ver

Toda Luz Que Não Podemos Ver
Ano: 2015 / Páginas: 528
Idioma: português

Editora: Intrínseca
Autor: Anthony Doerr









Sinopse: Marie-Laure vive em Paris, perto do Museu de História Natural, onde seu pai é o chaveiro responsável por cuidar de milhares de fechaduras. Quando a menina fica cega, aos seis anos, o pai constrói uma maquete em miniatura do bairro onde moram para que ela seja capaz de memorizar os caminhos. Na ocupação nazista em Paris, pai e filha fogem para a cidade de Saint-Malo e levam consigo o que talvez seja o mais valioso tesouro do museu. Em uma região de minas na Alemanha, o órfão Werner cresce com a irmã mais nova, encantado pelo rádio que certo dia encontram em uma pilha de lixo. Com a prática, acaba se tornando especialista no aparelho, talento que lhe vale uma vaga em uma escola nazista e, logo depois, uma missão especial: descobrir a fonte das transmissões de rádio responsáveis pela chegada dos Aliados na Normandia. Cada vez mais consciente dos custos humanos de seu trabalho, o rapaz é enviado então para Saint-Malo, onde seu caminho cruza o de Marie-Laure, enquanto ambos tentam sobreviver à Segunda Guerra Mundial.Uma história arrebatadora contada de forma fascinante. Com incrível habilidade para combinar lirismo e uma observação atenta dos horrores da guerra, o premiado autor Anthony Doerr constrói, em Toda luz que não podemos ver, um tocante romance sobre o que há além do mundo visível.





Quando terminei esse livro fiquei sem palavras...

Apenas pensamentos... Reflexões... lágrimas...

Uma história emocionante, tocante...

Um pai dedicado e amoroso...

Uma menina encantadora, corajosa... e cega... mas que enxerga além do que os outros vêem...

Um menino alemão, órfão, de cabelos brancos como a neve, inteligente, sensível... que consegue uma vaga na escola nazista, que mudará sua vida...

Segunda guerra mundial...

Saint-Malo...

E caminhos que se cruzam...

Tudo isso se passa em 526 páginas, treze capítulos extremamente detalhados e bem escritos por Anthony Doerr, vencedor do prêmio Pulitzer de 2015.

Toda luz que não podemos ver é um livro sobre amizade, família, laços que se firmam mesmo com a distância, amor incondicional, luta e perseverança.

Marie-Laure nos ensina que devemos enxergar além do que vemos, nos ensina a confiar em nós mesmos...

"Quando perdi a visão, Werner, as pessoas diziam que eu era corajosa. Quando meu pai foi embora, as pessoas diziam que eu era corajosa. Mas não era coragem, eu não tinha escolha. Acordo todos os dias e vivo minha vida. Você não faz a mesma coisa?"

Werner Pefning nos ensina a não desistir, a seguir aquilo que acreditamos, mesmo contra todos...

"Abram os olhos e vejam o máximo que puderem, antes que eles se fechem para sempre."

Todos os personagens são inesquecíveis... Daniel Le Blanc, Etienne, Madame Manec, Jutta, Volkheimer...

Sem dúvidas, entrou para a lista dos preferidos ♥♥♥



Quem ainda não leu... leia!!!

Até a próxima!!!
Ste ;)

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Resenha: Surpreendente

Não preciso dizer muito... o próprio título já diz... esse livro é Surpreendente! ♥♥♥♥♥



Autor: Maurício Gomyde
Idioma: Português
Ano: 2015
Páginas: 272
Editora: Intrínseca












Sinopse: Pedro Diniz tem um desafio e um problema pela frente.
O desafio: filmar um roteiro magnífico capaz de surpreender o público e conquistar o prêmio mais importante do cinema brasileiro.
O problema: não ter a menor ideia de como fazer isso.
Aos 25 anos, recém-formado, Pedro está convencido de que é um sujeito muito especial, que tem a missão de usar o cinema como instrumento para melhorar o mundo. Diagnosticado na adolescência com uma doença degenerativa que o condenaria à cegueira, ele contraria a lógica da medicina quando a perda de sua visão estaciona de forma inexplicável. Enquanto comanda o último cineclube de São Paulo e trabalha em uma videolocadora na periferia, Pedro planeja seu próximo filme - a obra que vai consagrá-lo. E, para animar as coisas, conhece a intrigante Cristal, uma ruivinha decidida, garçonete e estudante de física nuclear, que mexe com seu coração.
A perspectiva idealista de Pedro, porém, sofre sérios abalos. Atormentado por um segredo, ele parte com os amigos Fit, Mayla e Cristal numa longa viagem até Pirenópolis, em Goiás, a bordo de um Opala envenenado. Com câmeras nas mãos e espírito de aventura, a equipe técnica improvisada está disposta a usar toda a sua criatividade na filmagem, feita na estrada ao sabor de encontros inesperados e de sentimentos imprevisíveis. E o jovem cineasta descobre que, quando o destino foge do script, nada supera o apoio de grandes amigos.





Um livro sobre o amor... ♥ perdas... ♥ novas chances... ♥ sobre amizade... 
‘’Se você passar toda a vida sem fazer algo excepcional por alguém, viver não terá valido a pena.’’


Com uma narrativa leve e marcante, Mauricio Gomyde, nos apresenta Pedro, recém formado em Cinema, idealista, acredita que o cinema e a arte tem o poder de transformar o mundo, um cara incrível.
Durante sua adolescência, foi diagnosticado com uma doença degenerativa que poderia o levar à cegueira, mas que como um milagre, não avançou.
Sempre alto astral e confiante, Pedro enfrenta dificuldades no caminho... Até que recebe da vida, um golpe fatal e se entrega, se tranca no quarto escuro e desiste de tudo. Mas seus amigos, os melhores amigos do mundo, não o abandonam. Cristal, Mayla, Fit e Pedro embarcam numa viagem em busca de uma chance, UM BUSCA DA CHANCE.
Não preciso nem dizer que fiquei apaixonada pelo livro né? ! Com certeza entrou para a lista dos queridinhos!!!

Chorei horrores, sorri, torci e amei cada personagem desse livro Surpreendente!
Tem cada citação maravilhosa, preparem os post-its!!!



Maurício obrigada por esse livro incrível! Virei fã! Quero ler todos seus livros! :)


‘’A gente precisa correr certos riscos na vida. E lembre-se de que ela é feita de um monte de momentos esquecíveis, alternados por pouquíssimos inesquecíveis.’’

Enfim... leiam!!!!
Até a próxima! Bj, Ste



Sobre o autor: Nascido em São Paulo, mora em Brasília. Tem 6 livros publicados: "O Mundo de Vidro", "Ainda não te disse nada" , "O Rosto que Precede o Sonho", "Dias Melhores pra Sempre" , "A Máquina de Contar Histórias" e "Surpreendente!".












quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Indicação: Uma vida para sempre

Boa tarde, leitores!
O livro indicado de hoje é,  Uma Vida Para Sempre, da autora, Simone Taietti, lançado em 2014 pela Editora Novo Século, em um projeto chamado Talentos da Literatura Brasileira.


Sinopse:

Ethel diz estar morrendo. Contudo, não afirma isso apenas em razão de sua doença. Talvez a única certeza de nossa existência seja a morte, o fato de que ela chega para todos. Mas nem por isso deixa de ser a maior incógnita da vida.
Em um hospital, em meio à dor das histórias dos pacientes, Ethel encontrou amigos. Entre passeios em cemitérios, frequentando velórios e enterros de estranhos, ela tenta preparar a si e aqueles que ama, para o que parece estar ali tão próximo, o fim. Entretanto, não esperava enfrentar algumas surpresas que a fizessem duvidar de tal preparação.
As estatísticas ruins, a inexorável passagem do tempo. Onde reside a lógica disso que nos arranca pedaços, da súbita inexistência do que outrora era vívido e pulsante? Um corpo que jaz. Palavras que se perdem. A finitude de tudo o que é tão belo talvez seja a maior dor do mundo.
Uma vida para sempre é um compilado de desejos, pensamentos e dias.
Quanto dura o para sempre?
Ethel descobriu.


Esse livro ficou um tempinho me esperando na prateleira… Sabe aquele que a gente vai adiando e quando lê, lê na hora certa? Foi esse o caso!

Um livro maravilhoso, com uma escrita inteligente, intensa, emocionante, comovente…
Li com águas nos olhos… Me apaixonei pela determinação da Ethel e pelo sorriso do Vitor! Me apaixonei pelo livro!!!!
Tem cada citação maravilhosa! Preparem os post-its! E os lencinhos… hehe…

"Há algumas coisas pelas quais simplesmente não vale à pena lutar. Às vezes percebemos que estamos empenhando esforços em coisas erradas e que não nos acrescentam em nada. Então, é hora de  desistir. e isto não é covardia. É perspicácia para dizer a verdade."

 Sobre a autora: 
Nasceu em 1994, ano em que o mundo perdeu Kurt Cobain e Ayrton Senna e em que Nelson Mandela tornou-se o 1º Presidente negro da África do Sul.
Descobriu ainda no Ensino Fundamental sua grande paixão: a escrita. Tem preferência pelas histórias palpáveis, a inconstância da vida, aquilo que pode acometer qualquer um.
Em 2011, foi uma das ganhadoras do 7° Prêmio Construindo a Igualdade de Gênero, na categoria estudante de Ensino Médio, concorrendo com 3.375 outros textos.
“Uma vida para sempre” é seu primeiro livro publicado.
Vive em Tangará – SC. É acadêmica de Direito na Universidade do Oeste de Santa Catarina. Divide seu tempo livre entre a escrita, leitura, estudos e os seriados de que tanto gosta.

Espero que também gostem!!! E quem já leu, deixe seu comentário!!!
Boa leitura e até a próxima!!!
Ste


quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Resenha: A Escolha

A Escolha
''Até onde devemos ir em nome do amor?''


Autor: Nicholas Sparks
Idioma: Português
Ano: 2012
Páginas: 303
Editora: Novo Conceito




Sinopse: Travis Parker possui tudo o que um homem poderia ter: a profissão que desejava, amigos leais, e uma linda casa beira-mar na pequena cidade de Beaufort, Carolina do Norte. Com uma vida boa, seus relacionamentos amorosos são apenas passageiros e para ele, isso é o suficiente. Até o dia em que sua nova vizinha, Gabby, aparece na porta. Apesar de suas tentativas de ser gentil, a ruiva atraente parece ter raiva dele. Ainda sim, Travis não consegue evitar se engraçar com Gabby e seus esforços persistentes o levam a uma jornada que ninguém poderia prever.
Abrangendo os anos agitados do primeiro amor, casamento e família, A Escolha nos faz confrontar a questão mais cruel de todas: Até onde você iria manter o amor de sua vida?


Primeiro não posso deixar de dizer que, quanto mais leio Nicholas Sparks, mais me apaixono por sua escrita.
E com A Escolha não foi diferente. Uma história envolvente, apaixonante, que me tirou o fôlego, suspiros e muitas lágrimas, muitas mesmo! Rs...

A narração é a típica do autor, sempre em terceira pessoa, mas alternando momentos de ambos os personagens.
A história é dividida em duas partes. Começa com um flash em 2007 e depois retorna à 1996, quando Gabby resolve se mudar para a pequena cidade de Beaufort. E acaba comprando uma casa ao lado de Travis (aquele vizinho que todas merecíamos ter... hehehe...). Acontece que sua cadela fica prenha e por pensar ser do cachorro do vizinho, eles acabam entrando em conflito. E aí começa uma história de amor incrível, entre duas pessoas diferentes,e que ao mesmo tempo, se completam... O tipo de história que eu amoooo! ♥♥♥

Amo a conquista... a paixão... as dúvidas...


 

"NUNCA É TARDE PARA MUDAR AS COISAS. O PENSAMENTO A ASSUSTAVA, AO MESMO TEMPO QUE A ENTUSIASMAVA. ALGUNS MINUTOS DEPOIS ELA ESTAVA DIRIGINDO EM DIREÇÃO A MOREHEAD CITY, SENTINDO-SE COMO SE, DE REPENTE, ELA TIVESSE RECEBIDO A OPORTUNIDADE DE COMEÇAR DE NOVO.''


Já na segunda parte do livro, Nicholas pega nosso coração, arranca do peito, estraçalha e depois coloca de volta... rs... isso mesmo... preparem os lencinhos... eu esgotei meu estoque de lágrimas.


"- O amor é uma coisa maravilhosa. Faz a vida valer a pena. Eu amo amar.
- Você fala como se tivesse bastante experiência. Mas mantenha em mente que o verdadeiro amor dura para sempre.
- Os poetas diriam que o verdadeiro amor sempre acaba em tragédia.''

E como sempre, ele nos faz refletir sobre valores muito importantes, dentre eles, sempre presente em seus livros, a família.
A principal questão do livro é "Até onde você iria para manter o amor da sua vida?"


E tem mais, a adaptação baseada no romance chega aos cinemas dia 04 de fevereiro. Nem preciso dizer que estou morrendo de ansiedade!!!






Sobre o autor: Nicholas Sparks nasceu em 1965 em Omaha, Nebraska. Cresceu em Fair Oaks na Califórnia e vive actualmente na Carolina do Norte com a família. Foi durante algum tempo delegado de informação médica até que Theresa Park, agente literária, decidiu começar a representá-lo, vendendo os direitos do seu primeiro romance O Diário de uma Paixão (The Notebook) à Warner Books. O sucesso foi imediato e a obra permaneceu durante 56 semanas consecutivas nos tops americanos. Seguiram-se livros como As Palavras que Nunca te Direi (Message in a Bottle) e Um amor para recordar (A Walk to Remember), Corações em Silêncio (The Rescue) também eles sucessos editoriais de grandes proporções, tendo o primeiro sido adaptado para versão cinematográfica pelo próprio autor.


Até a próxima!!! Bj, Ste!

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Resenha: As Batidas Perdidas do Coração

Boa tarde, leitores!!!Saindo nossa primeira resenha do forno...



As Batidas Perdidas do Coração
Autora: Bianca Briones
Ano: 2014 / Páginas: 406
Idioma: Português 

Editora: Verus







Sinopse:
Viviane acaba de perder o pai. Com a mãe em depressão, ela se vê obrigada a assumir o controle da casa com o irmão mais novo. Rafael teve o pai assassinado há alguns anos e agora viu quatro pessoas de sua família, incluindo a única irmã, morrerem em um acidente de carro.
Viviane pertence a uma classe social que ele despreza. Rafael é tudo o que ela sempre ouviu que deveria evitar. Eles são opostos, porém dividem a mesma dor. Jamais se aproximariam se a morte não os colocasse frente a frente, e agora, por mais que saibam que são completamente errados um para o outro, não conseguem evitar uma intensa conexão, que poderá salvá-los ou condená-los para sempre.
As batidas perdidas do coração é uma história sobre perdas e como cada um lida com elas. É o encontro atormentado entre a dor e o amor. Com uma narrativa sexy, envolvente e repleta de música, este livro traz a última tentativa de duas pessoas arruinadas que, juntas, buscam desesperadamente se encontrar.



Primeiramente, Bianca Briones… você esgotou todas as lágrimas que haviam em meu ser! Que livro!!!
Um romance maravilhoso,  daqueles que eu amo, intenso, envolvente, proibido…
Vivi é a patricinha, mas que durante a trama se mostra determinada, corajosa, com um coração enorme…
Rafa é o típico bad boy, que não quer compromisso, quer viver livre… mas que quando encontra o verdadeiro amor,  se entrega e abre mão de muitas coisas por esse amor… Até certo ponto… e é ai que a autora, arranca nosso coração,  pisa, maltrata, e depois coloca de volta no peito.
Viviane e Rafael vivem em mundos diferentes, e acabam se unindo pela dor, a dor da perda… E lutam juntos contra essa dor, até que fica difícil segurar e mais uma vez são colocados a prova.
E nessa luta, eles se entregam…



A autora retrata assuntos muito sensíveis, tristes e importantes, que fazem parte da vida de muitos jovens, hoje em dia.
Não tem como não se envolver na história,  dá vontade de colocar Vivi, Rafa, Lucas e Rodrigo no colo, levar pra casa e cuidar!
Sabe aquele livro, que vc quando lê, diz: Por que não li antes?!!! É esse!
Maravilhoso, intenso, envolvente, apaixonante, real …
E a trilha sonora? ! Vai do Red Hot Chilli Peppers ao Teatro Mágico! Preto de copas (cartas)Preto de copas (cartas)Preto de copas (cartas)
Bianca vc é maravilhosa! Virei fã!!!! Eu te amo, porra!!!


A série As Batidas perdidas, ainda tem dois livros lançados: ” O Descompasso Infinito do Coração” e “A Escolha Perfeita do Coração”. E nesse ano será lançado “O Desapego Rebelde do Coração”.




Sobre a autora:
Bianca Briones cria histórias desde antes de saber escrever. Foi uma menina sonhadora e manteve essa qualidade, o que a faz se perder em pensamentos com frequência.
O romantismo explodiu em sua vida na adolescência, quando decidiu que seus filhos teriam nome de heróis. E tiveram — Athos e Arthur são dois garotos encantadores que a salvam todos os dias.
Desde 2010, Bianca tem como prioridade a escrita e está sempre trabalhando em um novo projeto, enquanto outros personagens esperam pacientemente (ou nem tanto) que ela também escreva suas histórias.
Publicou o new adult “As Batidas Perdidas do Coração”, em agosto de 2014 pela Editora Verus.
Nas horas vagas, está sempre acompanhada de um bom livro, seus filhos Athos e Arthur; Max, o Husky Siberiano, e seus dois coelhinhos, Morgana e Lancelot.

Leiam, sem medo de ser feliz!!! O livro é maravilhoso!!!
Até breve!
Ste